conceito-do-email-do-correio-e-da-correspondência-26901472Nestes tempos de inatividade, a caixa postal do blog ficou lotada.

Eram mais de 1900 mensagens, entre lixo eletrônico, notificações do próprio blog e algumas (muitas) pessoas pedindo orientações, consultas e toda a sorte e coisas.

Antes de mais nada, quero pedir desculpas aos que enviaram emails há mais de um ano atrás e não obtiveram resposta. Na verdade eu não tinha a menor intenção de retomar as postagens e não verificava a caixa de entrada ou as notificações administrativas. Como falei na postagem de ontem, mantive o blog como um arquivo de minhas impressões sobre o Movimento Umbandista, uma cápsula do tempo para aqueles que se interessarem possam ver como as coisas aconteciam (acontecem?!?)  em nosso meio.

A boa (?!?) notícia é que resolvi reativar o blog.  Farei duas postagens semanais nas segundas e quintas-feiras.  Muitas pessoas enviaram emails cobrando as atualizações e dizendo que este espaço as ajudaram de alguma forma, por isto achei relevante voltar a escrever.

Gostaria também de informar que raramente atendo pedidos de consultas ou me envolvo em qualquer tipo de trabalho.

Não entendam isto como algo negativo, mas as experiência que tive no passado me ensinaram que não é bom misturar algumas coisas.  Sou adepto da “Lei de Salva”  e as pessoas, em geral, não entendem que a chamada “Lei de Amra” é essencial para o trabalho místico e que o “conforme deres, assim receberás” nada mais é do que a legitimação daquilo que almeja.

Outra coisa que gostaria de deixar claro é que não tenho mais Casa aberta ao público.

Nosso pequeno Congá se presta somente, e tão somente, a rituais reservados à mim, familiares, amigos e discípulos (sim, ainda os tenho), sendo que para participar como assistência somente com um convite pessoal de minha parte.

Recebi algumas “reclamações” sobre a insistência em “atacar” Rivas Neto.

Quanto a isto quero dizer que sempre fui e serei opositor das coisas que vem da OICD e isto não irá mudar.  As deturpações doutrinárias, em especial no que diz respeito à Raiz de Pai Guiné d’Angola, incomodam, desagradam e acredito ter a obrigação de esclarecer algumas coisas.  Aos defensores do “hierofante”, meus respeito e saibam que não ficarei batendo boca, em discussões intermináveis. E quanto a “ler melhor” as obras de Pai da Matta, já li todo o nonateuco e não somente uma vez.  Além disto, não sou “Iniciado de livros”.

Por outro lado, procurando atender a alguns pedidos, tentarei fazer postagens mais doutrinárias mas, por favor, nada de pedirem “receitas” de trabalhos, simpatias e mandingas. Este espaço não se prestará a isto.

No mais, deixa a gira girar.

Mestre Ubajara


					
Anúncios