Depois de tantos anos achei que uma certa CORJA de ditos “umbandistas” haviam esquecido do meu nome, mas hoje tive a certeza que os covarde do santo rebolado continuam com uma rede de intrigas, fofocas e maledicências.


Já são 11 anos de conversa fiada com meu nome, com afirmações de venda de iniciações, golpes financeiros variados (até na Maçonaria) e outras cretinices próprias de covardes, maricas, gente da pior espécie e laia, muito deles escudados em títulos como “mestres de iniciação”, “pais de santo”, “mães de santo”, “ogãs” e “alabês”.

O que não entendo é o motivo de tanta conversa fiada, tanta maledicência, e neste tempo todo não ter um único processo civil ou criminal contra a minha pessoa. As tais “vítimas” (muitas, dezenas, de acordo com uns e outros) simplesmente venderam casas, carros, esvaziaram suas contas bancárias, até uma “Brasília” me deram por conta de “pagamento de iniciações”, mas não foram atrás da polícia ou de um juiz para que eu respondesse por isto? 

Enquanto eu processei quase uma dúzia de idiotas, acabei com comunidades e perfis ofensivos contra mim no Orkut, blogs falsos no Blogspot, ganhei um bom dinheiro com estas ações, as “dezenas, centenas de vítimas” minhas quedaram-se estáticas, ficaram no prejuízo de “milhares de reais” (dizem por ai que cobrei R$ 30 mil reais por iniciações…) e não se uniram para me colocar na cadeia?

O engraçado é que o bandido sou eu, mas quando as intimações e citações começaram a pipocar, quando perfis e blogs fakes foram apagados por força de ordem judicial e os dados de VAGABUNDOS começaram a cair nas mãos da polícia e da Justiça começou uma debandada geral de RATOS saindo de comunidades e apagando perfis falsos.

Por outro lado, eu continuo no meio virtual, com nome, endereços, fotografias e já cheguei até a postar minha agenda neste espaço para qualquer VAGABUNDO(A) que queira me procurar e tirar satisfações comigo o faça. Aliás, meus endereços residencial/comercial são conhecidos, tanto que já teve gente procurando meu terreiro em minha casa.

Tenho passado ao largo do tal “movimento umbandista”, não quero discípulos, não vivo “pela, para ou da” Umbanda como é o caso de Rivas Neto, não estou interessado a ir a programas de televisão para falar bobagens como foi o caso do Saraceni, assim como não vivo de livros, workshops, trabalhinhos particulares e tantas outras merdas que vemos todos os dias no meio.

Eu sou o MESTRE UBAJARA, o Canoeiro, Aquele que leva ao outro Lado… goste você disto ou não… acredite ou não… me reconheça ou não, aliás, reconhecimento que não quero e nem preciso. 

A minha Raiz é muito mais forte do que a daqueles que por anos me acusam, caluniam, difamam, já que eu estou de pé, prosperando em todos os sentidos, enquanto meus detratores fugiram como ratos, se esconderam como vermes, vivem de fama não merecida, de trabalhinhos e macumbinhas ou criando “Ordens” quer são verdadeiros antros do que de mais imundo há no astral inferior. 

Então, meu caro detrator, rato imundo, se tem alguma coisa para falar contra a minha pessoa fale na minha cara ou publique suas acusações citando o meu nome e o seu. A partir dai resolvemos na Justiça. Mas largue a mão de ser MOLEQUE e passe a agir como HOMEM.
Anúncios