O Ministério Público do Estado de Minas Gerais, determinou a abertura de inquérito policial para investigar uma quadrilha de caluniadores e difamadores pseudos-umbandistas que atua em sites de relacionamentos, em especial no Orkut.

Pelo menos 5 (cinco) pessoas já foram identificadas, mas no decorrer das investigações outras tantas podem ser indiciadas já que o número de profiles envolvidos supera o número de 28 participantes.

O inquérito trâmita junta à Vara de Inquéritos Policiais da Comarca de Belo Horizonte, sendo a Vara preventa a 10ª Vara Criminal, sob o número 0024.09.665704-4.

Nos próximos dias, porém, outros inquéritos podem ser instaurados, inclusive contra proprietários e moderadores de conhecidas listas de discussões umbandistas na internet, que também se prestam a propagar calúnias e difamações em nome de uma “ética umbandista”.

De acordo com as provas levantadas e já em poder do Ministério Público, que determinou o envio dos autos ao DERCIFE, algumas instituições ditas umbandistas, na pessoas de seus responsáveis, poderão ser intimadas a prestar esclarecimentos dentro destes inquéritos.

Anúncios